Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Seda e Caxemira

"A vida só é possível reinventada." Cecília Meireles

Seda e Caxemira

"A vida só é possível reinventada." Cecília Meireles

23
Set19

Clube das 5 da manhã - Experimentei!!!!

Seda e Caxemira

Não sei se se recordam mas no início de Agosto escrevi sobre o livro Clube das 5 da manhã - Clube das 5 da manhã - Benefícios reais ou moda? - na altura estava quase a terminar de ler o livro e decidida a pôr em prática o que tinha "aprendido".

Relembro:

"Contando a história de uma empresária à beira de um esgotamento, o autor introduz lentamente vários conceitos, entre os quais a “hora da vitória”, um método desenvolvido por si e apresentado nos seus workshops, que inclui a meditação das 5h e a fórmula 20/20/20 que consiste em 20 minutos para planear o dia e os seu objetivos, 20 minutos de exercício e 20 minutos para aprender algo novo. Passo a passo o escritor apresenta estratégias que supostamente nos permitem restaurar o equilíbrio da nossa vida, diminuindo o stress e aumentando a produtividade."

Comecei lentamente por tentativas. O livro incita a acordar ás 5h da manhã, mas tentando sempre ajustar a nossa vida, as nossas rotinas e as nossas necessidades físicas e psicológicas.

De forma a viabilizar esta nova rotina, tive de começar por alterar o horário de deitar, uma vez que nunca me deitava antes da meia noite. Só isto já não foi fácil, pois adoro deitar-me tarde e acho que o meu corpo já nem conseguia deitar-se mais cedo! Mas pronto, tudo no foco do objectivo principal! 🙂 

Depois desta primeira parte, o acordar às 5h da manhã era como se alguém me quisesse castigar e a sério! Custava-me tanto, mas tanto, mas tanto, que nem dá para explicar! 

No entanto não me deixei desanimar, ajustei novamente o horário de deitar e coloquei o despertador meia horita mais tarde. Fiquei me pelas 5:30h.

Continuou a ser um martírio, não sei sinceramente como conseguem! Apesar de realmente ter muitas vantagens, conseguia ter mais tempo para mim, conseguia fazer coisas que por norma nunca consigo, conseguia fazer alguma meditação, mas na verdade fazia isto tudo em câmara lenta, sem energia nenhuma. Já pra não falar que, durante o dia,  precisava de fita cola para segurar as pálpebras! 

Mas pronto estou contente por ter experimentado! Assim tenho a MINHA  opinião, sei o que senti, sei o que consigo,  o que não consigo, sei o que me faz bem, descobri o que preciso e valorizo algumas coisas que não valorizava antes!

Ah! Muito importante, fazer isto sem família em casa deve ser bastante mais fácil, até a questão do acordar de manhã e não poder fazer nada que implicasse barulho e o deitar mais cedo e deixar o pessoal acordado, têm de concordar comigo que "não dá com nada", pois não? 

10EF222E-CEEC-4D57-9767-A003F6F71F09.jpeg

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D