Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Seda e Caxemira

"A vida só é possível reinventada." Cecília Meireles

Seda e Caxemira

"A vida só é possível reinventada." Cecília Meireles

06
Out19

Assunto muito original! 😂

Seda e Caxemira

Aqui está um post muito original conforme já tentei alertar no título! Ora bem, é sobre um assunto que não temos ouvido falar e que hoje, de certeza, não vai ocupar os canais de tv e todos os meios de comunicação social. 

Obviamente estou a falar das eleições.

Meninos e meninas com mais de 18 anos, Senhoras e Senhores que ainda não foram votar, do que então à espera? 

Que não gostemos do resultado e passemos os 4 anos com lamúrias ainda vá que não vá, mas nem lá pormos os pés, isso enerva-me um bocadinho! 

Vá lá! Ainda falta um bocadinho "prá'quilo" fechar! 

Eu já meditei o que me pareceu necessário,  conforme prova abaixo e já lá fui, por isso, agora é a vossa vez! (até podem ir de calções e havaianas, está calor)

BB027077-0810-484F-9B80-8A7598448319.jpeg

 

 

23
Set19

Clube das 5 da manhã - Experimentei!!!!

Seda e Caxemira

Não sei se se recordam mas no início de Agosto escrevi sobre o livro Clube das 5 da manhã - Clube das 5 da manhã - Benefícios reais ou moda? - na altura estava quase a terminar de ler o livro e decidida a pôr em prática o que tinha "aprendido".

Relembro:

"Contando a história de uma empresária à beira de um esgotamento, o autor introduz lentamente vários conceitos, entre os quais a “hora da vitória”, um método desenvolvido por si e apresentado nos seus workshops, que inclui a meditação das 5h e a fórmula 20/20/20 que consiste em 20 minutos para planear o dia e os seu objetivos, 20 minutos de exercício e 20 minutos para aprender algo novo. Passo a passo o escritor apresenta estratégias que supostamente nos permitem restaurar o equilíbrio da nossa vida, diminuindo o stress e aumentando a produtividade."

Comecei lentamente por tentativas. O livro incita a acordar ás 5h da manhã, mas tentando sempre ajustar a nossa vida, as nossas rotinas e as nossas necessidades físicas e psicológicas.

De forma a viabilizar esta nova rotina, tive de começar por alterar o horário de deitar, uma vez que nunca me deitava antes da meia noite. Só isto já não foi fácil, pois adoro deitar-me tarde e acho que o meu corpo já nem conseguia deitar-se mais cedo! Mas pronto, tudo no foco do objectivo principal! 🙂 

Depois desta primeira parte, o acordar às 5h da manhã era como se alguém me quisesse castigar e a sério! Custava-me tanto, mas tanto, mas tanto, que nem dá para explicar! 

No entanto não me deixei desanimar, ajustei novamente o horário de deitar e coloquei o despertador meia horita mais tarde. Fiquei me pelas 5:30h.

Continuou a ser um martírio, não sei sinceramente como conseguem! Apesar de realmente ter muitas vantagens, conseguia ter mais tempo para mim, conseguia fazer coisas que por norma nunca consigo, conseguia fazer alguma meditação, mas na verdade fazia isto tudo em câmara lenta, sem energia nenhuma. Já pra não falar que, durante o dia,  precisava de fita cola para segurar as pálpebras! 

Mas pronto estou contente por ter experimentado! Assim tenho a MINHA  opinião, sei o que senti, sei o que consigo,  o que não consigo, sei o que me faz bem, descobri o que preciso e valorizo algumas coisas que não valorizava antes!

Ah! Muito importante, fazer isto sem família em casa deve ser bastante mais fácil, até a questão do acordar de manhã e não poder fazer nada que implicasse barulho e o deitar mais cedo e deixar o pessoal acordado, têm de concordar comigo que "não dá com nada", pois não? 

10EF222E-CEEC-4D57-9767-A003F6F71F09.jpeg

18
Set19

I'm in love ❤️

Seda e Caxemira

A coleção nova vai surgindo aos pouquinhos, cheia de surpresas e com peças, cada uma mais gira que a outra! Mas o que ainda me chama mais à atenção é a roupa e o calçado de meia estação. As coisas mais frescas, ainda de Verão já passo por elas sem interesse, assim como as mais quentes que parece que já chamam o Inverno e eu não quero nada disso! Preciso deste solinho mais umas semanitas!  

Agora ando naquela fase de ver o calçado que vai substituir as sandálias que são, sem dúvida, o que mais gosto de usar. Vi alguns ténis giros, botim de camurça, abertos e de cor clara, alguns sapatos até engraçados, mas o que me deixou completely in love (mas não aquela paixãozita passageira, estou me a referir a paixão de borboletas na barriga ) foram umas sabrinas da Melissa que vi no site Escape Shoes.

Tenho imensa dificuldade em escolher calçado, mas estas encantaram-me assim que as vi. Para além de as achar lindas de morrer, com muito estilo de princesa (já sabem a minha opinião sobre príncipes, princesas e contos de fadas 😍 ), acho que são super indicados para esta estação que se avizinha.

sabrinas-melissa-ultragirl-bow-chrome-rosa-768x768Gostei muito desta cor e o pormenor do lacinho tão discreto e tão fofo. Não sei se repararam na particularidade do laço ser feito de metal, mas com malha maleável. Sempre achei graça a esta marca pela diferença que apresenta e principalmente pelo material que tem um cheirinho tão característico e meio adocicado, muito agradável. À primeira vista, este género de sabrina pode parecer um pouco desconfortável e até estranho, mas garanto-vos que não é.

Estas sabrinas ficam lindas tanto de vestido como de jeans, dão um ar casual, mas ao mesmo tempo cuidado e descontraído!

17
Set19

Thinking out loud #7

Seda e Caxemira

20D1EFCA-AE33-4B37-A4FE-1E828AE48574.jpeg

Tantas vezes, mas tantas vezes mesmo...

Ainda sou das que acredita nas segundas oportunidades, terceiras e quartas...

Costuma-se dizer que "quando é para dar certo, até quem tenta atrapalhar ajuda".

16
Set19

Aveiro, a minha Veneza!

Seda e Caxemira

Não nasci em Aveiro mas moro cá já há alguns anos. É a minha cidade de coração. Nunca me canso de sair de casa e vir passear até ao centro, ver a ria, os moliceiros, os turistas a apreciarem a inegável beleza e comer uns ovinhos moles ou uns geladinhos. Para além disso temos praias fantásticas super perto, como a Barra e a Costa Nova.

Já estava para escrever sobre a "minha Veneza" há uns tempos mas, por um motivo ou outro, foi sempre passando.

Acho que a única coisa que me desagrada nesta cidade é o vento e o tempo um bocadinho instável. Trabalho numa cidade a uns 50 kms daqui, para o lado do interior e lá está sempre um tempinho mais agradável, quente e zero vento. Muitas vezes quando saio do trabalho penso "está um tempinho tão bom, acho que vou aproveitar e dar um passeio na praia ou então pelo Rossio". Belo pensamento sim... o problema é que quando começo aproximar-me de Aveiro parece que estou a entrar noutro planeta! O céu azulinho dá lugar a um céu enevoado, a temperatura baixa logo de uns fantásticos 26 graus para uns 20, já para não falar do vento! Por isso, sim, o tempo aqui enerva-me ! 

Mas ontem nada, nada, mesmo nada a apontar! Um tempinho maravilhoso, céu azul, sem nuvens (nem vislumbre delas), calor e nada de vento! Acho que foi por ter passado um dia tão bom que me decidi a escrever este post.

Quem já conhece Aveiro sabe que é mesmo uma cidade muito bonita e digna de visita! Quem não conhece, aqui está uma boa sugestão para um fim de semana diferente! 

E para não ser só conversa deixo-vos algumas fotos que vou tirando, acho até que tenho fotos quase iguais (prometo aqui fazer uma triagem), pois sempre que vou dar uma voltinha há sempre algo que me dá vontade de fotografar e pronto, depois é mais uma no meio de outras mil idênticas 🙂 

CE45B898-F477-40E7-990B-DF0004013842.jpeg

81735DE6-6459-4126-BDC3-A229C30AA626.jpeg

04A4C652-97A0-4DD5-A724-C1153DEAE867.jpeg

A091514F-8854-4B1D-9BC0-5D3247C1D342.jpeg


C93F5D5D-1C40-4B34-9A62-A85FDF1D1EBB.jpeg

0157FAF1-0D70-447F-B3E3-A491144DEAC1.jpeg

4B56B76E-4FB1-48FD-8D00-C87685405DB5.jpeg

0A9694BF-359C-4EED-BD8C-987274242912.jpeg

97759648-75BE-40F1-9DF1-EF82C7484486.jpeg

4D10D9CE-C911-4435-85F9-52D056ACF5D7.jpeg

B8E3A135-559E-400C-9297-49542190A0FF.jpeg

7D628526-68DF-4303-9DA6-66EBC2417904.jpeg

5A7F90F9-8382-4543-A4C3-C9A80C696341.jpeg

BF88EBDF-3522-46E1-B1C3-3ECCB18CAB66.jpeg


A3F227C3-690A-4F2A-9A41-17972FBCF3A2.jpeg


82AB2B74-9925-495E-AF0A-42429CB1071D.jpeg

 

14
Set19

Thinking out loud #6

Seda e Caxemira

 

"When you truly don't care

what anyone thinks of you,

you have reached a

dangerously awesome level of

FREEDOM."

 

Adoro esta frase! É tão verdade! 

Sei que ainda não atingi "este nível", mas também sei que já estive bem mais longe... step by step here I go...

065A4040-7D90-4831-A3D7-414A7EBAAF56.jpeg

#Sim, não sei piscar o olho! E depois?!?#

12
Set19

Não sou supersticiosa mas....

Seda e Caxemira

Estava a anotar algumas coisas na agenda quando me apercebi que amanhã é sexta feira 13... Bem, eu não me considero uma pessoa supersticiosa, por vezes até passo este dia sem me aperceber, no entanto, às vezes dou por mim a ter alguns comportamentos não totalmente "racionais", tais como evitar abrir guarda-chuvas dentro de casa, bater na madeira, não passar debaixo de escadotes, ah e sacudir a toalha do jantar quando já está de noite também não contem comigo. 

Mesmo assim não me considero supersticiosa ao ponto de evitar fazer algumas coisas no suposto dia do azar, como por vezes vejo acontecer. Até há algum tempo atrás li num livro ou num site que segundo psicólogos um pouco de superstição não faz mal a ninguém, porque a pessoa que expressa dessa forma os seus medos e anseios, aceitando o seu lado inconsciente, tem tendência a viver com menos tensão do que as pessoas que interpretam tudo sob o aspeto da lógica. Não sei se será assim ou não, mas gostei da ideia!

No entanto tenho um segredito que vou partilhar convosco. Há uns 3 anos uma pessoa, que me é muito querida, deu-me um fio com um trevo de quatro folhas e de um lado tinha uma bolinha azul que, na altura, eu nem sabia o que significava. Sinceramente pensei que era apenas decorativo e acho que quem me deu também não associou o que era na realidade.

Talvez já tenham percebido do que estou a falar, acho que lhe chamam "Olho Turco". No dia seguinte trouxe o fio para o trabalho e uma colega elogiou-o bastante por causa do trevo ter umas pedrinhas super brilhantes e por causa da tal bolinha azul. Perguntou-me onde tinha comprado, que gostava imenso de ter um, que era ótimo andarmos com uma peça destas, pois era um talismã contra as más energias e funcionava como um símbolo de sorte. Segundo ela, usava diariamente um porta-chaves com o tal olho azulinho.

E pronto, a verdade verdade é que agora ando sempre com ele, mas não acho que seja apenas pela tal questão das boas energias, é também por gostar bastante dele e ser uma peça simples, que se adapta a qualquer estilo/look e, claro, pelo significado de quem mo deu.

 

IMG_8566.jpg

#shine so bright#

10
Set19

Há modas que chegam e ficam

Seda e Caxemira

As flores é uma dessas modas que entrou muito sorrateiramente e quando demos por ela, já estava instalada como se fosse dona da casa!
Já no ano passado as lojas estavam completamente imbuídas de um espírito primaveril que, inicialmente, me fazia fugir a sete pés, mas como se costuma dizer "primeiro estranha-se e depois entranha-se" e assim foi. No entanto, também não posso dizer que seja fã incondicional dos tão populares tecidos de florzinhas. Gosto particularmente de usar em blusas, vestidos e em alguns acessórios, mas em calças e casacos never, jamais, não gosto mesmo, mas reconheço que fica muito bem em algumas pessoas, principalmente se forem altas.
É verdade, há uma coisa engraçada, não sei se acontece o mesmo com vocês. Há dias que eu nem me atrevo a vestir alguma coisa com flores, pode até ser a blusa que mais gosto ou o vestidinho às flores que comprei na minha loja preferida, mas naquele dia ambos são peças "non gratas" e, se calhar, no dia seguinte abro o guarda roupa, opto pelo vestido, como se fosse a coisa mais gira que já alguma vez comprei, e visto sem olhar para trás! 
Por isso flores... hummmmm, são aquela tendência que amo e odeio... depende do dia e hoje foi dia de amar! 

 

IMG_8494 (2).JPG

 

09
Set19

Aulas à vista!

Seda e Caxemira

Setembro é por excelência o mês dos inícios. O primeiro de todos é o começo das aulas e para quem é pai ou mãe sabe perfeitamente do que estou a falar. Apesar de cada um dos nossos meninos terem uma ideia diferente sobre esta fase, uns porque não querem, por nada deste mundo, voltar às aulas, outros porque estão ansiosos por regressar e alguns que ainda estão na fase do "50/50" como me respondeu o meu filho ontem. Mas apesar destas diferenças de ideias, este é o assunto lá de casa e em muitas outras casas por este país fora.

Claro que os nossos meninos/as têm de ir para a escola e faz-lhes muitíssimo bem, mas sinceramente eu não gosto muito desta fase, sinto-a como o final definitivo das "nossas férias". Primeiro por me lembrar que, entretanto, volta a chuva, o frio, os guarda-chuvas, os casacos, o ir levá-lo à escola e apanhar um banho brutal, que ficamos logo prontos para voltar a casa e mudar de roupa!

Já para não falar da saga que são estes últimos dias com perguntas constantes tipo:

- "Mamã os horários já saíram? Oooooooh! Cada vez saem mais tarde!"

- "Qual é o dia das apresentações? E nesse dia podemos bazar logo depois, não é?"

- "E o material escolar já podemos comprar? Vi uns cadernos e umas canetas top!"

Embora seja totalmente normal esta excitação pré aulas já estou a ficar cansada e ainda não começou!  Não me entendam mal, o “problema” é que gosto imenso destes 3 meses de férias. Mais calma, menos responsabilidades, mais tempo de qualidade com os nossos meninos, sem a correria do dia a dia, dos horários para cumprir, das atividades extracurriculares, das sacas dos lanches, das mochilas para educação física, para natação, dos testes, dos trabalhos de casa, ufa, já estou a precisar de férias!

Mas faz parte e no fundo sei que devo viver (e vivo) estes momentos com a intensidade que merecem, com a certeza que são etapas que não se repetem e daqui a uns anos vamos sentir tantas saudades destes pequenos cientistas, engenheiros, arquitetos ou seja o que for que eles desejem ser! Importante mesmo é serem felizes

 

IMG_8452 (1).JPG

O meu pequeno herói 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D